2016: Indústria eletroeletrônica cai, mas venda de smartphones cresce

Ao que tudo indica, o faturamento da indústria eletroeletrônica não terminará o ano em alta. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), esse ano os números somaram R$ 131,2 bilhões, o que representa uma queda de 8% em relação a 2015. Os dados foram divulgados hoje.

smartphones-industria-futurecom

Já os investimentos no segmento devem fechar o ano com uma retração de 25%, passando de R$ 3,2 bilhões, em 2015, para R$ 2,4 bilhões, em 2016. Além disso, O número de empregados do setor, que era de 248,1 mil no final de 2015, deverá fechar 2016 em 234 mil trabalhadores, o que representa uma redução de 14 mil postos de trabalho.

Em contrapartida…

O mercado de smartphones no Brasil voltou a mostrar números crescentes depois de cinco trimestres consecutivos de queda. Segundo estudo da IDC Brasil, entre os meses de julho e setembro foram vendidos 12,556 milhões de dispositivos no país, sendo 11,136 milhões smartphones e 1,419 milhão de feature phones (aparelhos convencionais, sem sistema operacional). Este número é 7,2% maior do que o apresentado no mesmo período de 2015. Em receita, o mercado de smartphones chegou a R$ 10,7 bilhões de julho a setembro e o de feature phones atingiu R$ 179,8 milhões, números bastante positivos para o segmento.

As intempéries do mercado, a dinâmica dos diferentes e principais segmentos que influenciam diretamente no que diz respeito à internet, TI e telecomunicações você confere semanalmente aqui no blog do Futurecom. Acompanhe conosco e mantenha-se sempre atualizado.

Por redação Futurecom.