5G poderá gerar 22 milhões de empregos

Recentemente, dados divulgados pela Qualcomm – empresa expositora do Futurecom – demonstraram que, em 2035, auge estimado do 5G, a tecnologia poderá estar produzindo cerca de US$ 12,3 trilhões de bens e serviços. Outro dado relevante da pesquisa destaca também que a própria cadeia de valor do 5G é prevista como geradora de até 22 milhões de empregos.

5g-milhoes-empregos

Além disso, ao que tudo indica o 5G terá ainda um impacto no crescimento do PIB mundial, o que representaria um valor de 3 trilhões de dólares – acumulados de 2020 até 2035. O relatório destaca que o 5G vai alavancar a tecnologia móvel para outros fins, como a eletricidade e o automóvel, beneficiando outras economias paralelas.

Os números positivos ainda foram reforçados por mais de 90% dos 3.500 entrevistados no estudo. A maioria concordou que o 5G permitirá novos produtos, serviços e tipos de uso que ainda não foram inventados ou experimentados pela sociedade.

As informações fazem parte da pesquisa realizada em conjunto por algumas empresas parceiras e pelo economista Professor Dr. David Teece, diretor do Tusher Center na Haas School of Business, U.C. California, e principal diretor executivo do Berkeley Research Group (BRG)

Para ter acesso a todos os dados da pesquisa, acesse aqui.

Previsões

Em 2015, a divisão da ONU para telecomunicações, a UIT, definiu que até 2017 (esse ano), a entidade divulgaria os requisitos para os rádios 5G, e também quais seriam as obrigações técnicas que os fornecedores da tecnologia precisam apresentar. Leia mais aqui.

Por redação Futurecom.