Brasil é o terceiro maior mercado de conexões M2M móveis do mundo

O número de conexões entre máquinas (M2M) deve continuar crescendo no Brasil, de acordo com estudo encomendado à Convergência Research pela Qualcomm. O levantamento aponta também que a Internet de Todas as Coisas (IoE, ou Internet of Everything) se consolidará dentr de pouco tempo no país.

O estudo revelou ainda que o Brasil já é o terceiro maior mercado do mundo em número de conexões M2M móveis, com um total de 8,3 milhoes de conexões e a taxa de penetração é de 3% segundo dados de 2013 da Anatel – um crescimento de nove vezes em cinco anos.

O primeiro lugar no ranking é a China, com 34,7 milhões de conexões, enquanto a segunda posição é dos Estados Unidos, com 28,6 milhões de conexões. Segundo o estudo, são 16,3 milhões de conexões M2M móveis na América Latina, cujas taxas anuais de crescimento variam de 20% a 30% dependendo do país.

Pagamentos móveis

Apenas no Brasil, as vendas de serviços de conectividade M2M movimentaram US$ 225 milhões em 2014. De acordo com o relatório, o setor de pagamentos é o mais desenvolvido, com 55% de participação no total de conexões que podem ser consideradas IoE. O segmento de veículo, por outro lado, representa 30% das conexões, enquanto o segmento de utilities registrou 400 mil conexões M2M e a indústria, 250 mil.

Mobilidade nas empresas

A pesquisa apresentou outro dado interessante: 21% dos funcionários de empresas conectadas utilizam smartphone e 4% usam tablet como ferramenta de trabalho. Apesar dessa penetração, o estudo revela que o uso de aplicativos móveis ainda é baixo – entre 15% e 20% das empresas pesquisadas usam algum aplicativo específico. O armazenamento online, no entanto, é altamente procurado pelas empresas, já que 26% das companias ouvidas afirma utilizar um aplicativo na nuvem.

A Convergência Research prevê ainda que, até 2020, o Brasil terá 55 milhões de conexões M2M móveis, segmento que movimentará US$ 1 bilhão. Para a pesquisa e projeção, foram ouvidas 230 empresas – 200 pequenas e médias empresas e 30 companhias de grande porte – em 72 países.

A expansão do mercado de M2M é resultado dos altos investimentos em infraestrutura e tecnologia por parte das operadoras e governos. O Futurecom chega a sua 16 edição para continuar a oferecer um local no qual profissionais altamente qualificados se encontram e discutem temas relevantes para os mercados de Telecom, TI e Internet.
Em 2014, o Futurecom retorna a São Paulo e acontecerá entre os dias 13 e 16 de outubro no Transamérica Expo.

Fontes: Mobile Time e Teletime