Conheça as 3 cidades mais inteligentes do mundo

Smart cities com certeza são o futuro. A possibilidade de integrar o cidadão, a tecnologia e a funcionalidade dos grandes centros urbanos são cada vez mais latentes e necessárias, porque facilitam a convivência nas grandes cidades, tornam os recursos mais sustentáveis e impulsionam a evolução.

Nós já falamos bastante aqui no blog sobre Smart Cities, então você já está bastante habituado a este conceito, mas hoje não queremos falar sobre o que este conceito engloba, queremos apresentar para você três das cidades mais inteligentes do mundo. Acompanhe conosco.

Songdo

Localizada na Coréia do Sul, Songdo foi classificada pelo jornal The Guardian como a primeira cidade inteligente do mundo. Por lá, os projetos iniciados em 2003 e que tiveram bastante apoio governamental, culminaram em grandes espaços verdes dentro da cidade e opções diversas para a mobilidade urbana.

Em Songdo é possível encontrar mais de 25km de ciclovias e um sistema subterrâneo que monitora o tráfego dos automóveis e modifica a ordem dos semáforos automaticamente conforme necessário. Ah, e em Songdo será possível inclusive utilizar táxis aquáticos que não poluem, mas isso tudo só em 2018, quando a cidade for concluída.

songdo-cidades-inteligentes-futurecom
Foto: reprodução/ G1

 

Londres

Sim, a menina dos olhos da Inglaterra também está nessa lista. Em Londres existe uma taxação de congestionamento para diminuir o tráfego urbano e ainda contribuir para a diminuição na emissão de poluentes. Em geral, o trânsito é bastante inteligente por lá, tendo em vista que sensores identificam a quantidade até mesmo de bicicletas para decidir quanto tempo os semáforos devem ficar abertos ou fechados. Ah, e nem citamos os táxis elétricos, que até 2018 devem estar ainda mais presentes na cidade.

londres-cidades-inteligentes-futurecom
Foto: reprodução/ Universia

 

Copenhage

Com certeza você já ouvir falar dessa cidade dinamarquesa que se tornou exemplo. Copenhage tem hoje os melhores índices na diminuição da emissão de carbono para a atmosfera desde 2005, quando o governo implantou o programa carbono zero. De lá para cá a cidade já diminuir em 21% suas taxas de emissão do poluente.

De acordo com os números, metade de população de Copenhage utiliza bicicletas para se locomover, isso dá cerca de meio milhão de pessoas pedalando diariamente, inclusive, por lá é possível alugar bicicletas com sistema de GPS.

copenhague-cidades-inteligentes-futurecom
Foto: reprodução/ Equipe News

 

Todos os anos no Futurecom os participantes apresentam inovações tecnológicas para cidades inteligentes, como dispositivos para mobilidade e recursos que permitem o monitoramento urbano. Além disso, painéis específicos sobre a temática estão presentes em toda a programação. Então, se você quer se aprofundar mais sobre o tema, visite o Futurecom 2016, o mais qualificado evento sobre Internet, Telecomunicações e TI da América Latina.

Por redação Futurecom.