Entenda de que formas a Internet chega até as casas dos consumidores finais

Atualmente, existem três maneiras de se levar Internet até a casa dos consumidores finais. Poucas pessoas sabem, mas a diferença entre essas técnicas apresentam alterações de qualidade, velocidade e, é claro, preços.

As operadoras se utilizam de três meios físicos – cabos – distintos para levar e trazer os dados de rede: o Par Trançado (cabo telefônico), Cabos Coaxiais (utilizado pelas televisões a cabo), e as Fibras Ópticas.

Já existem também técnicas sem fio para essa mesma função, e algumas delas já estão sendo testadas. A “última milha”, como é denominada a entrega final do sinal, entre a operadora e o usuário, é uma discussão bastante antiga. A vantagem de utilizar rádios transmissores nessa fase final é que essa estrutura não precisa de investimentos. Em poucas palavras, não é necessário passar cabos até a casa do assinante. Porém, essa estrutura ainda apresenta um problema que não foi solucionado: as interferências.

fibra-optica-cabos-internet
Foto: Reprodução/Wallpaper Up
Diferenças entre os cabos

O cabo mais famoso, o Par Trançado, é constituído por fios de cobre entrelaçados, revestidos por um revestimento protetor. Por ser o mais popular, esse é o serviço mais barato entregue pelas operadoras. A técnica mais utilizada com esse padrão é a ADSL, um modelo mais antigo, que se aproveita da linha telefônica para criar um ponto de acesso.

Acima do par trançado está o Cabo Coaxial: muitas pessoas utilizam esse cabo em suas casas, pois é o mesmo utilizado em conexões de TV por assinatura. A diferença entre o coaxial e o par trançado está no revestimento, onde o coaxial está cercado por uma malha isolante, que protege os dados, isolando-os de possíveis interferências. Esse cabo tem uma lógica bastante simples: quanto mais perto da central de distribuição, melhor a qualidade de sinal, por consequência, maior a velocidade.

Como você já deve imaginar, a Fibra Óptica é o melhor serviço de entrega entre os três, ele transporta os dados na forma de pulsos de luz. Através da Fibra Óptica é possível entregar maior velocidade de conexão.

A maioria das operadoras já utiliza a Fibra Óptica em boa parte do trajeto entre a distribuição e o assinante, exceto na “última milha”, onde se opta, geralmente, por cabos de Par Trançado. Porém, já existem operadoras que entregam conexão de fibra óptica até a casa do assinante, porém, apenas em grandes cidades, e em alguns bairros específicos.

Com a Fibra Óptica é possível atingir velocidades de conexões altas, algumas já atingem 1 gigabit – conexões que o Google oferece em algumas cidades norte-americanas. Por isso, a Fibra Óptica sendo levada até a casa do usuário é, sem dúvidas, a melhor opção. No Brasil, ainda não há conexões tão velozes, mas a Fibra Óptica já vem se tornando uma realidade. É uma questão de tempo até que esse futuro chegue às casas brasileiras.

Para se manter como o maior evento de Ti e Comunicações da América Latina, o Futurecom busca entregar conteúdo de valor e relevância em seu blog, afim de distribuir informações úteis para todos os envolvidos em nosso ramo de trabalho. Acesse nosso site e fique por dentro de todas as novidades tecnológicas, que chegam para facilitar a comunicação interpessoal e empresarial.

Fonte: Olhar Digital