WhatsApp e Messenger lideram mercado de apps de mensagens instantâneas

O número de internautas que utilizam os aplicativos de mensagens e redes socais não para de crescer. Segundo o relatório divulgado pela Global Web Index (GWI), sobre engajamento em redes sociais, os usuários estão gastando ainda mais tempo em plataformas sociais, como o Facebook e o Youtube.

Imagem: Reprodução/Bigstock
Imagem: Reprodução/Bigstock

Entre as aplicações de mensagens instantâneas, o Messenger e o WhatsApp, ambos propriedades do Facebook, são os mais utilizados regularmente. Cada um deles foi responsável por cerca de 30% da participação total, entre os apps de mensagens, no último mês.

Na questão de públicos o relatório mostra que o maior número de usuários desses apps são jovens entre 16 e 24 anos. No primeiro semestre de 2015, o WhatsApp foi o aplicativo que mais cresceu, seguido pelo grande destaque das últimas semanas, o Snapchat. 55% dos usuários do app de mensagens autodestrutivas são adolescentes, já o público mais velho, opta por alternativas como o Viber, Skype e BBM (Blackberry Messenger).

O estudo mostra que as estratégias utilizadas pelo Facebook para popularizar o Messenger surtiram efeito. Desde 2013, o aplicativo aumentou exponencialmente em número de usuários. Ligando a própria marca Facebook com o aplicativo, a ideia da empresa de Zuckerberg é chegar a marca de um bilhão de usuários do Messenger. Somente com essa marca, o Facebook lançará seus planos para monetização do aplicativo.

No Brasil, uma pesquisa recente, realizada pela Cetic.br mostrou que os aplicativos mais usados no país também são WhatsApp e Facebook Messenger. O alto número de usuários do Youtube e do Netflix, mostram a força dos apps de streaming de vídeos, entre os usuários brasileiros.

Em outubro, as principais empresas do mercado vão se encontrar no Futurecom, a fim de debater e entender todas as nuances do mercado de TI, Telecom e comunicação empresarial e interpessoal. Confira em nosso site como você pode participar do maior e mais qualificado evento de TIC da América Latina.

Fonte: Canal Tech